Site Autárquico de Ovar

Comunicado Conjunto da Câmara Municipal de Ovar, da Associação de Pais do Jardim de Infância e da Escola Básica de Furadouro e do Agrupamento de Escolas de Ovar

Educação

24 de agosto 2021

Tem sido notícia e percorrido as redes sociais que as obras em curso na Escola Básica de Furadouro não estarão concluídas antes da abertura e início do próximo ano letivo 2021/2022, comentando-se, para preocupação dos pais e prejuízo de alunos e docentes, que as turmas desta Escola, ou pelo menos uma delas, serão gravemente afetadas.

Assim, para esclarecer a comunidade escolar, em especial pais e encarregados de educação, torna-se necessário elucidar a opinião pública, dar a conhecer a situação concreta das obras e a tomada de decisão e posição conjunta do Município, do Agrupamento e da Associação de Pais.

Efetivamente, os prazos da empreitada derraparam e as obras estão atrasadas relativamente ao que estava inicialmente previsto: terminarem em maio de 2021.

A Câmara Municipal de Ovar está e sempre esteve atenta, preocupada e empenhada em resolver este problema com o empreiteiro - que invoca razões relacionadas com estado de emergência e os confinamentos determinados pelo governo e a escassez de materiais de construção civil no mercado, nomeadamente o fornecimento de alumínios -, e tomará todas as decisões, legal e contratualmente adequadas, necessárias à rápida conclusão dos trabalhos.

Por intervenção direta do senhor presidente da câmara, a situação de fornecimento dos alumínios já se encontra resolvida e a breve trecho estarão aplicados na obra.

A Câmara Municipal de Ovar, o Agrupamento de Escolas de Ovar e a Associação de Pais do Jardim de Infância e da Escola Básica de Furadouro esperam ver concluídas todas as obras ainda em outubro deste ano, para que rapidamente seja reposta uma situação de normalidade no ano letivo e a comunidade escolar da nossa Escola Básica de Furadouro possam usufruir na plenitude daquele estabelecimento de ensino, devidamente requalificado e ampliado, e dos seus novos equipamentos.

Até lá, devidamente concertado e com a concordância das direções do Agrupamento de Escolas e da Associação de Pais, está garantida que nenhuma das quatro turmas sairá da Escola Básica de Furadouro, tendo – se encontrado como solução manterem-se todas as turmas no edifício escolar e a instalação provisória do refeitório noutro espaço.

As refeições dos alunos continuarão a ser asseguradas pela Câmara Municipal nos mesmos moldes, somente mudando de espaço. Até à conclusão das obras as refeições escolares serão fornecidas aos alunos num refeitório contíguo à escola, propriedade do Centro de Promoção Social do Furadouro, com idêntica qualidade e segurança.

Sendo, por isso, descabidas e desprovidas de fundamento as notícias alarmantes que têm sido postas a circular na opinião pública.

É quanto cumpre informar. Ovar, 24 de agosto de 2021.

O Presidente da Câmara Municipal,
(Salvador Malheiro)

O Diretor do Agrupamento de Escolas de Ovar,
(Francisco Bernardo)

A Presidente da Direção da Associação de Pais,
(Patrícia Vaz)