Site Autárquico de Ovar

FESTA' 22 | FOGO FOGO

09 de julho de 2022

O berço que vê nascer Fogo Fogo é vibrante e especial: é uma Lisboa onde cabe toda a África, sobretudo a que fala português, tanto a do futuro como a do passado. Um lugar onde ainda é possível encontrar as obscuras pérolas de edição de autor que a diáspora de Cabo Verde gravou e que o mundo nunca ouviu. Essa é a Lisboa que, qual vulcão, expeliu Fogo Fogo.

O projecto de Francisco Rebelo (baixo), João Gomes (teclas), Edu Mundo (bateria), Danilo Lopes (vozes/guitarra) e David Pessoa (vozes/guitarra) representa a força experiente e enérgica destes músicos que há muito nos habituaram por esses palcos fora.

Fladu Fla (2021, Rastilho Records) é o primeiro disco de originais de Fogo Fogo, depois de editados três EP’s: Dia Não (2019), Nha Cutelo (2018) e Fogo Fogo (2015).

Em março 2020, a poucos dias do início da pandemia, Fogo Fogo terminam a gravação do álbum, contando com a presença de Jon Luz no cavaquinho, Djair e Zé Mário nas percussões e, na co-produção e mistura, do brasileiro Kassin e do norte americano Victor Rice.

Nástio Mosquito, poeta, artista plástico, actor e músico angolano descreve Fogo Fogo como “Mais uma celebração da cultura do baile, do quintal, do clube e dos exageros familiares da carne e do coração (…) Testemunhar a poeira que a banda gera (…) é algo que se inspira, e inspira. Oiço Fogo Fogo e não penso em multiculturalismo. Oiço Fogo-Fogo e sinto que eles me pertencem. Presenciar Fogo Fogo alimenta partes em nós que se revelam famintas de troca humana, perfume que nos lembra que ter vontade, por vezes, basta.”


Parque Urbano Ovar
Entrada Gratuita
+info: caovar@cm-ovar.pt