Site Autárquico de Ovar

ARTE XÁVEGA de Hugo Pais Ribeiro

Exposição de Fotografia

De 07 de junho de 2021 a 15 de setembro de 2021

Na calada da noite entoa o despertador. São quatro e quarenta da manhã. Está na hora de quinze audazes homens se prepararem para um dos últimos dias da condenada arte de pesca artesanal conhecida por Arte Xávega.

Encabeçados pelo Arrais da companha, Manuel Maria, lado a lado com o dono da embarcação, David Oliveira, e sua esposa Carolina Tavares, estes homens avançam em direção à Praia do Torrão do Lameiro em Ovar, desbravando o imprevisível da noite. Vão na esperança que o mar faça valer a pena toda esta azáfama matinal e lhes recompense com um bom lanço de pesca. Passam dois minutos das seis

da manhã e começa a aparecer a primeira luz do amanhecer. O barco “Pedro o pescador” entra nas águas do oceano atlântico. “Empurrados” pelos restantes integrantes da companha, quatro homens partem numa viagem com o objetivo de largarem no mar vários metros de rede e cordas.

Após o regresso a terra começa todo um jogo de gestos e olhares. Cada um sabe o papel importante que desempenha e onde se colocar para melhor ajudar o próximo. É como se de uma peça de teatro se tratasse. Peça essa que se desenrola há 19 anos ininterruptos.

Até quando será assim?